sábado, 23 de fevereiro de 2008

Supervalorizados

Dentre os cineastas supervalorizados, ou seja, aqueles que um punhado de gente adora, mas eu não vejo nada demais, estão os irmãos Coen. Nunca entendi como eles ganharam três prêmios em Cannes por filmes tão bobos como Barton Fink – Delírios de Hollywood.

Um amigo tem uma teoria racista, diz que é lobby judeu, que eles só fazem o sucesso que fazem por conta dos judeus que dominam parte da imprensa cultural americana. Sim, o dinheiro está sempre presente nos seus filmes, uma obsessão. Com Woody Allen em baixa, apostaram nos Coen, com a "vantagem" de não serem intelectuais.

Mas o que me incomoda mesmo é o tal humor “macho-caipira” deles, que adoram posar para fotos com enormes chapelões de caubói, sempre a desdenhar os prêmios que ganham. As mulheres em seus filmes ou são santas ou putas; os filmes estão sempre no limite do machismo. O humor não é grosseiro, mas também não tem elegância e nenhuma sofisticação, só uma pretensa inteligência que, a meu ver, nunca se realiza ou não é nunca brilhante, mas medíocre.

Não vi nem tenho intenção de ver Onde os fracos não têm vez, mas, pelo que li na imprensa séria, deve ser mais um filme supervalorizado dos Coen. Salvo alguns momentos de Fargo, o resto é, na minha opinião, médio para baixo.

6 comentários:

felipe_zucchini disse...

Também não vejo graça alguma nos irmãos Coen, pelo menos nos filmes que assisti deles. É bem isso que você disse: "Salvo alguns momentos de Fargo, o resto é, na minha opinião, médio para baixo." Em relação a Woody Allen, é só o caso da religião judia que é igual, pois Allen é um gênio, ao contrário desses irmãos. Tomara que eu tenha uma opinião diferente ao assistir "Onde os Fracos Não Têm Vez". E Woody Allen alavancou sua carreira com o excelente "Match Point", fez um bom filme depois, "Scoop", e espero ansioso para ver "Cassandra's Dream", que já recebeu boas críticas.

Diego disse...

Eu adoro o trabalho dos Coen, mas realmente os caras erram(e feio) as vezes, exemplo?Matadores de Velinha, mas de vez em quando(nunca sempre) eles nos presenteiam com ótimos filmes e eu, mesmo ainda não tendo assistido Onde os Fracos Não te Vez, aposto todas as minhas fichas que eles levam o prêmio de melhor direção.

Geo Euzebio disse...

eles não são meus diretores favoritos, mas o humor dos caras é bem interessante, pq seco e não piegas. e sobre não ver 'onde os fracos não têm vez', buenas, só posso dizer que sinto muito por sua pessoa.

Geo Euzebio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Geo Euzebio disse...

ah, só mais uma coisa: apesar de já ter cansado de sentir pena deles, o extremismo matou 6 milhões de judeus uma vez.

Carlos Norcia disse...

Tem muita gente aqui pisando no meu calo.
(Ehehehe)


Eles não são minha religião, não estão dentre os meus favoritos, mas são geniais SIM. E tem muitas obras-primas no currículo, então acho forçar a barra dizer que eles erram feio de vez em quando (isso, claro, não quer dizer que Matadores de Velhinhas não seja altamente dispensável).