segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Melhor Filme - Onde os Fracos Não Têm Vez

Não está entre as 7 maravilhas do mundo, mas diante das opções, até acho que a escolha foi acertada.

Agora, dose mesmo é aguentar o ar blasê dos Joel e do Ethan Coen ao saberem que eram os vencedores.

Relembrando os vencedores dos últimos três anos, vejo:

2005 - Crash
2006 - Os Infiltrados
2007 - Onde os Fracos Não Têm Vez

Filmes cuja premiação era impensável num passado recente.

Mudou a Academia ou mudou o cinema americano?

5 comentários:

James M. Barrie disse...

Sangue Negro é muito, mas muito mais filme que Onde os Fracos Não Têm Vez.
Também prefiro Desejo e Reparação; por não ter lido o livro antes, achei o filme fantástico.

Os Coen têm pelo menos uns 4 filmes bem melhores que Onde os Fracos Não Têm Vez (Fargo; O Grande Lebowski; E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?; e O Homem Que Não Estava Lá. E suspeito que outros bem falados filmes deles, que não vi, como Arizona Nunca Mais e Barton Fink também sejam superiores).

Geo Euzebio disse...

ao final da premiação pensei a mesma coisa: que muitos dos indicados seriam impesáveis tempos atrá. e essa enxurrada de prêmios aos europeus também me impressionou.

e quanto aos coen, nooooossa... nota zero pras caras de babaca.

marie disse...

Eu vi "E aí meu irmão, cadê você?", e achei muuuito chato... Tô até com preguiça de ver esse...

Diego disse...

não mudou nada não, achei digno :P

Flávio disse...

eu ainda não vi Sangue Negro, mas Desejo e Reparação é bem melhor que o filme dos Cohen.
E que fotografia é aquela??? eu nunca vi coisa mais linda. Por mim também ia o de melhor fotografia.