segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Oscar 2009: Atriz e Atriz Coadjuvante

Ah, eu sei que comecei a fazer as análises e que nunca mais atualizei, mas é que eu ainda preciso ver muitos dos filmes (e nem sei se vai dar tempo!). Enquanto isso, vou continuar com as categorias que já vi todos os candidatos.

Melhor Atriz
Em um ano fraquíssimo de atrizes principais, destaca-se Melissa Leo (de Rio Congelado, que estréia essa semana) em um filme pequenino, que pouca gente provavelmente viu ou verá. É uma atriz madura, segura e muito competente - quem já viu '21 Gramas' sabe do que estou falando. Sua maior concorrente no quesito qualidade seria a fofuxa Sally Hawkins, um primor de composição de personagem em Simplesmente Feliz, mas por uma dessas anomalias da Academia ficou de fora da disputa.

As outras quatro atrizes indicadas são trabalhos problemáticos. Meryl Streep, talvez a maior atriz de todos os tempos, comanda Dúvida com firmeza, mas a personagem em si não exige maiores habilidades - e não mão da Meryl então, é sopinha de batata. Angelina Jolie faz um trabalho decente em A Troca, mas o filme é uma bagunça em se tratando de roteiro e não consegue fazê-la se sobressair - além do mais, a Sra. Pitt ainda não consegue se desenvencilhar da persona de estrela. E a gracinha da Anne Hathaway ganhou uma digna indicação, mas não é tanto a ponto de ganhar.

Quanto a Kate Winslet, que vai ganhar a categoria, digo que é uma lástima que ela ganhe por O Leitor - muito mais digno seria por Foi Apenas um Sonho, um trabalho bem superior. Primeiro, porque o filme não presta. Segundo, porque ela não está em seus melhores momentos, bastante irregular em um papel muito mal construído. O Leitor é um dos piores papéis da carreira dela, mas... vai que o Oscar é teu, Winslet.


Melhor Atriz Coadjuvante
Como já vem acontecendo há alguns anos, a categoria de melhor atriz coadjuvante é a mais disputada e mais indefinida. Quem diria que ano passado Tilda Swinton ia ganhar? Eu, né... haha. Este ano quem mais está inclinada ao fato é a espanhola Penélope Cruz. Eu tinha muitas, mas muitas restrições à essa moça, mas ela vem melhorando bastante, e desde que fez 'Volver', parece que botou a carreira nos trilhos. Em Vicky Cristina Barcelona, ela definitivamente rouba a cena e consegue expressar o turbilhão que se passa dentro da personagem - e como não rir dos ataques bilíngues?

A minha torcida, entretanto, vai para Viola Davis, por Dúvida. O trabalho dela é comovente nos poucos minutos em que aparece em cena, e ela simplesmente engole Meryl Streep em cena -  e isso, meus caros, quase ninguém conseguiu nos últimos 30 anos. É de partir o coração.

As outras três candidatas são regulares, apenas. Amy Adams (também de Dúvida), outro xuxuzinho, tem talento de sobra (quem viu 'Junebug' e 'Encantada', trabalhos completamente distintos, sabe do que estou falando), mas seu papel é meio ingrato - ficar conscientemente à sombra de Streep é foda. Taraji P. Henson (O Curioso Caso de Benjamin Button) está competente no papel da mãe adotiva do protagonista, mas ela mesmo já fez muito melhor em 'Ritmo de um Sonho'. E Marisa Tomei é um caso à parte. Após ganhar uma estatueta muito contestada em 'Meu Primo Vinny', ela está até hoje por aí tentando provar ser boa atriz - e ela é, tanto em dramas como em comédias. O papel de stripper em O Lutador é até razoável, exige uma certa ousadia, como ficar seminua - é assim que se escreve nas novas regras?), mas não chega ao nível de suas principais concorrentes.


Bom, retorno muito brevemente para comentar animação, direção de arte e efeitos visuais. E o bolão eu abro ainda essa semana. Fui!

Um comentário:

Nefelibata disse...

Quero participar do bolão!!!