segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

O japonês

A imprensa canadense gostou muito de Departures, o japonês que venceu por melhor filme estrangeiro. Fala de morte e música clássica de maneira discreta e sofisticada, como o melhor do cinema japonês. A conferir.

Valsa com Bashir, para usar o clichê, "dividiu as opiniões" e já era considerado maniqueísta desde a estréia em Cannes, na qual perdeu para Entre os Muros da Escola (Sean Penn era o presidente). The Class, título em inglês do filme francês, também indicado, também perdedor, era o querido da crítica - o diretor é excelente, Laurent Cantet.

Nos últimos anos, o Oscar de estrangeiro só fez cagada.

Um comentário:

H disse...

Ainda bem que não caiu pra "entre os muros". Para o cinema francês, medíocre!